CEFALÉIA E ENXAQUECA

 

   Os pacientes com cefaléia dormem menos, apresentam maior dificuldade para o início do sono e diversos despertares noturnos. Como conseqüência a fadiga é freqüente nesses pacientes.

   Pessoas com SFM sofrem mais com dores de cabeça que os demais. Mais de 50% dos fibromiálgicos sofrem de cafaléias e enxaquecas constantes e perto de 30% das pessoas com cefaléia diária sofrem de fibromialgia.

   A enxaqueca pode tornar a dor do fibromiálgico muito mais intensa, tendem a aumentar a fatiga fazendo a dor muito mais difícil de tolerar.

   Pessoas com SFM tendem a sofrer de três tipos diferentes de dores de cabeça: Cefaléia de Tensão, Enxaqueca e Combinada.

Cefaléia de Tensão: São causados pelas contrações do músculo da garganta, da cabeça, do maxilar, das costas ou dos ombros. As pessoas normalmente as descrevem como a sensação de ter uma faixa apertada em torno da cabeça toda. A dor pode variar de moderada a severa e dura tipicamente algumas horas.

Enxaqueca: São causadas por contração de artérias e conhecidas como dor de cabeça vascular. Devido ao estresse, à fatiga, ou à alguma doença, as artérias da cabeça e garganta se contraem e dilatam causando dor, náusea, tontura e dor severa nos olhos.

O tipo o mais comum de enxaqueca é geralmente precedido por episódios de ansiedade, depressão e fatiga.

O tipo menos comum, ou clássico, é sempre precedido por efeitos visuais, chamados de aura: visão dupla, visão borrada, visão distorcida, pontos piscando ou luzes brilhantes. Esses efeitos podem ser sentidos por 15 a 60 minutos antes da enxaqueca.

A enxaqueca pode durar em média 4 horas, embora em casos mais graves possa permanecer por até uma semana.

Combinada: Pessoas com fibromialgia podem sofrer de uma combinação de ambos os tipos (de tensão e enxaqueca).

   Não é certo o que dispara cefaléia severa nos fibromiálgicos. Os distúrbios de sono e a fatiga estão provavelmente relacionados ao número aumentado de dores de cabeça. Os espasmos e a dor muscular causada pela fibromialgia podem também aumentar a freqüência dos episódios.

   Há várias teorias interessantes a respeito dos motivos para essa incidência alta. Muitas dessas teorias se baseiam na idéia que a mesma disfunção que causa a fibromialgia também causa as cafaléias e as enxaquecas.

Distúrbios Do Sono: Numerosos estudos apontam que pessoas que sofrem de enxaqueca têm seus testes de padrões do sono significativamente perturbados, particularmente pela apnéia do sono. Esta pode ser a razão pela qual pessoas com SFM sofrem de dores de cabeça de manhã. Os distúrbios do sono tendem também a agravar a severidade e a freqüência dessas dores.

Disfunção Temporomandibular (DTM): Uma porcentagem grande dos fibromiágicos sofre também de DTM, causa freqüente de severos episódios de enxaqueca.

Baixos Níveis de Serotonina:  A serotonina é um neurotransmissor que ajuda a comunicar os sinais de dor ao  cérebro. Estudos recentes mostram que os portadores de enxaqueca têm baixos níveis de serotonina no cérebro, o que também acontece com os fibromiálgicos. Isto significaria que a enxaqueca não é um sintoma da fibromialgia e sim uma doença simultânea.

Baixos Níveis de Magnésio: O magnésio é um mineral que também é encontrado em baixos níveis nos fibromiálgicos. Estudos indicam que baixos níveis de magnésio podem ser uma das causas das enxaquecas.

VOLTAR                                                                          TOPO