SÍNDROME DA BEXIGA IRRITÁVEL - SBI

 

  Contração repentina da bexiga freqüentemente associada com: incontinência de estresse, prolapso (queda) do útero em que os músculos do assoalho pélvico são fracos, ou infecções do aparelho urinário como a cistite.

  A bexiga se torna extremamente sensível e não é capaz de reter volume de líquido suficiente como também não pode ser esvaziada inteiramente.

  Os sintomas principais são freqüência ou urgência urinária e desconforto ou dor na bexiga.

  Esvaziar freqüentemente a bexiga pode transformar-se um hábito que impede que a bexiga se encha até sua capacidade real. O que torna a bexiga ainda mais irritável e estabelece um círculo vicioso.

  O tratamento envolve: o consumo elevado de água, restrição de ingestão de irritantes como sucos de frutas ácidas, exercícios de fortalecimento da pélvis ou de contensão, ou medicação antiespasmódica.

  Fortalecimento: Cone vaginal pode ser usado por mulheres para treinar sua bexiga. Esse cones são pequenos pesos que são introduzidos na vagina e têm a função de contrair os músculos fortalecendo o assoalho pélvico.

  Contensão: Você pode treinar sua bexiga para interromper o círculo vicioso da irritabilidade. Cada vez que você tiver um impulso de urinar, você deve contrair os músculos do assoalho pélvico, ou então desviar a atenção de sua bexiga, assim a sensação de urgência passa. Outra opção é o Biofeedback, que através de um tampão especial com sensor ensina a você quais músculos contrair.

 

 FIBROMIALGIA E SBI

 

  Entre 40 a 60% dos pacientes de SFM têm SBI.

  A SBI é uma ocorrência comum em mulheres mais velhas, mas pode ocorrer precocemente em paciente fibromiálgicos.

VOLTAR                                                                           TOPO