ANALGÉSICOS

 

São usados no tratamento e prevenção da dor de forma a permitir ao paciente realizar suas tarefas cotidianas e atividade física. É importante que o paciente utilize o analgésico como parte do tratamento, de maneira contínua e em horários pré-programados. Analgésicos simples como Paracetamol devem ser utilizados primeiro e, se necessário, analgésicos de ação central como Codeína ou Tramadol podem ser úteis.

 

  Paracetamol: Ou acetaminofeno é um analgésico não narcótico e sem propriedades antiinflamatórias, utilizado para dores de leves à moderadas.

  Efeitos colaterais: É considerado o mais seguro dos analgésicos, porém estudos atuais apontam que o uso prolongado e altas doses podem reduzir o funcionamento dos rins.

Nomes Comerciais: Tylenol, Paralgen, Dorico, Acetofen.

  Tramadol: Medicamento de ação central não narcótico, para dores de moderadas à severas. Sua modalidade da ação assemelha-se à dos narcóticos, mas apresenta menos efeitos colaterais e menor probabilidade de causar dependência.

Efeitos Colaterais: Agitação, náuseas, vômitos, tontura, boca seca, constipação, diarréia, dor de cabeça, dentre outros.

Nomes Comerciais: Tramal, Sensitram, Sylador, etc.

  Flupirtina: É uma analgésico potente, não narcótico, de ação central e efeito miorrelaxante. Apresenta potência intermediária entre o Paracetamol e a Morfina. O mecanismo de ação não está estabelecido, mas parece trabalhar suprimindo a transmissão da percepção da dor ao cérebro, afetando a Noradrenalina. Atua de forma prolongada e seu efeito não diminui com o decorrer do tratamento. Estudos mostram que a droga é eficaz contra dores articulares e músculo-esqueléticas, podendo ser utilizado com sucesso na fibromialgia.

Efeitos Colaterais: Tontura, náuseas, vômitos, cansaço, azia ou problemas estomacais, tremores, distúrbios do sono, dor de cabeça, sudorese, boca seca, etc.

Nomes Comerciais: Katadolon.

  Narcóticos ou Opióides: Analgésicos de ação central, derivados do ópio ou da morfina e prescritos para a dores de moderadas à severas. Nunca devem ser a primeira escolha para o tratamento da dor na fibromialgia, mas não devem ser evitados se os analgésicos menos poderosos falharem. Entretanto, não são uma solução de longo prazo por causa de seus efeitos adversos.

Efeitos Colaterais:  Sonolência, confusão mental, sedação, náuseas, vômitos, sentimento de euforia, principalmente no início do tratamento ou quando se eleva a dose. O uso prolongado pode reduzir sua eficiência e provocar necessidade crescente da droga para obtenção do mesmo efeito, além de acarretar a síndrome de abstinência quando retirado abruptamente.

Nomes Comerciais:

Codeína: Codaten, Codein, Belacodid, Setux, Tylex, etc.

Oxicodona: OxyContin.

Morfina: Astramorph, Dimorph, MS-Long, etc.
Fentanila: Durogesic, Fentanil, Nilperidol, etc.
Metadona: Metadon
.

Propoxifeno: Doloxene-A.

 

VOLTAR                                           TOPO