OUTROS MEDICAMENTOS PARA O SONO

 

 

Outros tipos de medicamentos também são usados para tratar o sono não reparador da fibromialgia.

 

  Antihistamínicos: São drogas antialérgicas que antagonizam os receptores histamina-1 centrais e têm efeitos sedativos, por isso são também usadas para combater a insônia.

Estudos mais antigos demonstram melhoras subjetivas e objetivas no tratamento a curto prazo, mas a eficácia a longo prazo ainda não foi demonstrada.

Efeitos Colaterais: Sedação diurna, comprometimentos cognitivos, etc.

Nomes Comerciais: Os antihistamínicos mais comuns usados para tratamento do sono são:

Difenidramina: Bronquidex, Expectil.

Hidroxizina: Hixizine, Marax.

 

 

  ... Tratamentos Em Estudo ...

 

  GHB: Ou Gamahidroxibutirato (oxibato de sódio) é um depressor do sistema nervoso central que atua como inibidor temporário da Dopamina e como estimulador do Hormônio do Crescimento (GH).

Foi desenvolvido para o tratamento da Cataplexia (perda repentina do tono muscular), mas é usado também como anestésico geral e no tratamento da insônia e do alcoolismo.

O GHB produz um aumento do sono REM e reduz a instabilidade do sono e o número de despertares.

Segundo a Revista Brasileira de Psiquiatria de Maio de 2005, o GHB apresenta ótimo potencial terapêutico na fibromialgia por aumentar a quantidade de sono Delta, melhorando a insônia, o sono superficial e a dor muscular.

Efeitos Colaterais: Tontura, dor de cabeça, náuseas, vômitos, sonolência, confusão mental, incontinência urinária, etc. Em casos de uso ilícito, uma overdose pode levar ao coma e à morte.

Uso ilícito: Já foi usado por fisiculturistas como anabolizante e atualmente é utilizado por adolescentes e adultos jovens como em boates e raves, com o intuito de aumentar a performance sexual e para causar estado de euforia. A agência de combate às drogas dos EUA a colocou na mesma classe de substâncias à qual pertencem a cocaína e a heroína.

Nomes Comerciais: Xyrem (não é vendido no Brasil).

 

 

  Piridostigmina: É um medicamento que inibe a formação da Somatostatina no organismo. A Somatostatina, ou fator inibidor de liberação da Somatotropina é um peptídeo de origem hipotalâmica, cuja principal função é suprimir a produção dos seguintes hormônios: Hormônio do Crescimento (GH), Insulina e L-DOPA.

É usada para tratar a Miastenia Grave, a esclerose múltipla, a enxaqueca, a cefaléia, para alguns distúrbios neurológicos e para combater doenças cardiovasculares.

Por alguma razão os níveis de Somatostatina são elevados nos pacientes de fibromialgia e isso poderia ser o responsável pelos baixos níveis do Hormônio do Crescimento esses mesmos pacientes. Experiências, entretanto, demonstram que o GH está sendo produzido e armazenado corretamente nesses pacientes, mas não está sendo liberado adequadamente. Assim, a Piridostigmina contribuiria para a liberação de quantidades satisfatórias do GH. Estudos mostram que a utilização dessa droga combinada com exercícios físicos melhora a fadiga e a qualidade do sono em pacientes fibromiálgicos.

Efeitos Colaterais: Naúseas, vômitos, cólicas abdominais, diarreia, salivação excessiva, cãibras, cefaléia, urgência urinária, etc.

Nomes Comerciais: Mestinon.

VOLTAR                                                                           TOPO