MEDICAMENTOS PARA A FIBROMIALGIA

 

  A fibromialgia apresenta uma longa lista de medicamentos usados em seu tratamento, mas nenhum deles foi desenvolvido especialmente para o tratamento da doença. Não obstante, essas medicações se mostraram eficazes em experimentações clínicas com pessoas portadoras de SFM. 

  O tratamento com remédios é utilizado por prazo geralmente longo ou intermitente. A experiência mostra que o organismo do paciente se "acostuma" à medicação e o efeito benéfico se reduz com o uso. Então, é considerada boa prática, o portador aproveitar o benefício inicial das drogas e se dedicar ao condicionamento físico, que é considerado, até o momento, o melhor tratamento.

  Cada pessoa, independentemente de sua condição clínica, reage de maneira diferente aos medicamentos em geral. Nos casos de fibromialgia, isso se acentua em função da variedade de sintomas. Cada portador experimenta um nível de tolerância à dor e apresenta uma combinação específica de sintomas, por isso cada tratamento é totalmente individualizado.

  Todo tratamento medicamentoso deve ser conduzido sob acompanhamento médico, que saberá avaliar a dosagem correta, o custo/benefício dos efeitos colaterais e a interação com outros medicamentos. No caso específico da fibromialgia, essa necessidade se torna fundamental em função da sensibilidade aumentada à alergias e à reações adversas, que chamamos de Sensibilidade Química Múltipla.

  Embora seja longa a lista de medicamentos, o tratamento medicamentoso da síndrome está baseado em controlar três dos principais sintomas da SFM:

 

 

 

Medicação para Dor

  Muitos dos problemas que o paciente experimenta são na maioria das vezes uma conseqüência secundária da dor crônica.

  Quando a dor é aliviada, os pacientes de fibromialgia experimentam uma melhora significativa na aflição psicológica, nas habilidades cognitivas, no sono e na capacidade funcional. A total eliminação da dor ainda não é totalmente possível para a maioria dos portadores entretanto, melhoras significativas podem ser conseguidas através de uma análise sistemática e cuidadosa de suas queixas.

  As tentativas de quebrar o ciclo da dor, para permitir que os pacientes sejas mais funcionais, são de especial importância.

  As principais classes de medicamentos para controlar a dor são os analgésicos, os miorrelaxantes e os antidepressivos, principalmente os tricíclicos, em doses menores que as usadas para tratamento da depressão.

  Como a fibromialgia não é uma doença inflamatória, o uso de drogas antiinflamatórias não se mostram eficazes contra a dor. Tão pouco há comprovações que sustentem o uso de corticóides, hormônios tiroidianos ou terapias nutricionais nessa enfermidade, embora o Hormônio do Crescimento tenha mostrado resultados modestos em um grupo de pacientes com baixos níveis desse hormônio.

Dentre os tipos de drogas envolvidas no tratamento da dor da fibromilagia temos:

Analgésicos

Antidepressivos para a Dor:

Amitriptilina

Desipramina

Imipramina

Nortriptilina

Antiinflamatórios

Tópicos

Miorrelaxantes

Anticonvulsivantes para a Dor

Outros medicamentos para Dor:

Calcitonina

Guaifenesina

Mexiletina

Neurotropin

Quinino

Tropisetrona

Medicina Complementar e Alternativa para Dor:

DHEA

Hormônio do Crescimento

Magnésio e Ácido Málico

TOPO

Medicação para o Sono

 

  Alguns trabalhos mostram que um terço da população adulta sofre de insônia, seja para iniciar o sono, para mantê-lo ou ainda manifestando um despertar precoce.

  Para muitos pacientes de fibromialgia os problemas com o sono são derivados da condição dolorosa e o tratamento para dor, com analgésicos e miorrelaxantes, é suficiente para uma boa noite de sono.

  Para outros, entretanto, a insônia e o sono não reparador são sintomas comuns e contribuem para a intensificação dos sintomas, alimentando o ciclo Dor/Sono/Fadiga/Dor.

  Para outros, ainda, a dificuldade em manter o sono é muito difícil de controlar.

  Assim, gerenciar o sono de forma adequada é de fundamental importância no controle efetivo da fibromialgia e de seus sintomas e envolve regras para uma boa higiene do sono, exercícios regulares, tratamento de problemas psicológicos quando existirem e, em alguns casos, medicamentos específicos para o sono ou seus distúrbios associados como a mioclonia.

  As medicações tais como antidepressivos, anticonvulsivos, hipnóticos benzodiazepínicos ou não benzodiazepínicos, sedativos de outras classes, L-dopa/carbidopa ou gamahidroxibuturato podem ser úteis nos distúrbios do sono na fibromialgia, porém devem ser prescritos com precaução e de acordo com o caso específico de cada paciente. Dentre os tipos de drogas envolvidas no tratamento da dor da fibromilagia temos:

Anticonvulsivantes para o Sono

Antidepressivos para o Sono:

Amitriptilina

Doxepina

Traxadona

Antiparkinsonianos

Hipnóticos: Não Benzodiazepínicos e Benzodiazepínicos

Outros medicamentos para o Sono:

Antihistamínicos

GHB

Piridostigmina

Medicina Complementar e Alternativa para o Sono

Melatonina

Triptofano

Valeriana

TOPO

 

Medicação para Ansiedade e Depressão

 

  Os antidepressivos tricíclicos são usados na fibromialgia para tratar a dor e o sono, muito mais que para tratar os estados de ansiedade ou depressão.

  Porém, muitos pacientes de fibromialgia, em algum momento da doença, apresentam sintomas de ansiedade ou de depressão em graus variados e,

nesses casos, a medicação antidepressiva e/ou a ansiolítica devem ser ajustadas ou revistas em função do quadro apresentado.

 

Antidepressivos

Ansiolíticos: São fármacos prescritos para tratar situações de pânico e ansiedade. A ansiedade é um problema comum na fibromialgia e contribui para aumentar a dor, a tensão muscular, a irritabilidade, a depressão e a insônia. Várias drogas são utilizadas para tratamento da ansiedade como os Antidepressivos, os Miorrelaxantes e principalmente os Benzodiazepínicos, todos já relatados em tópicos anteriores.

Medicina Complementar e Alternativa para Ansiedade e Depressão:

Florais

Hipérico

NADH

S-Adenosilmetionina

 

VOLTAR                                                                       TOPO